Leitura de 4 min   |   10/06/2024

“Que os Racistas Temam”, Diz Vinicius Jr. sobre Condenação de Torcedores na Espanha

"Que os Racistas Temam", Diz Vinicius Jr
Notícias

Vinicius Junior comemora a sentença em caso de racismo durante o jogo do Real Madrid contra o Valencia em 2023: “Essa primeira condenação penal na história da Espanha é por todos os pretos.”

  • “Muitos pediram para que eu ignorasse, outros tantos disseram que minha luta era em vão e que eu deveria apenas “jogar futebol”. Mas, como sempre disse, não sou vítima de racismo. Eu sou algoz de racistas. Essa primeira condenação penal da história da Espanha não é por mim. É por todos os pretos. Que os outros racistas tenham medo, vergonha e se escondam nas sombras. Caso contrário, estarei aqui para cobrar. Obrigado a La Liga e ao Real Madrid por ajudarem nessa condenação histórica. Vem mais por aí”

Durante uma jogada pela esquerda, Vinicius Junior foi atrapalhado por uma segunda bola em campo. O atacante do Real Madrid reclamou com a arbitragem, e parte da torcida próxima ao gol do Valencia o hostilizou com xingamentos racistas.

Vinicius Junior, do Real Madrid, é xingado pelos torcedores do Valencia — Foto: Aitor Alcalde Colomer/Getty Images

Vinicius chamou o árbitro Ricardo De Burgos Bengoetxea para denunciar um torcedor específico atrás do gol. Nas imagens de transmissão e fotos, é possível ver que outros jogadores, de ambos os times, tentam acalmar os ânimos, como o lateral-esquerdo Gayà, capitão do Valencia.

O árbitro então conversou com os jogadores e os técnicos dos dois times, além do quarto oficial. O sistema de som do Mestalla emitiu dois avisos: um informando que a partida havia sido paralisada devido ao episódio de racismo, e outro de que ela só seria retomada caso os xingamentos e cânticos fossem encerrados.

Os três torcedores condenados nesta segunda-feira foram sentenciados a oito meses de prisão. Eles também não poderão em qualquer estádio de futebol na Espanha durante dois anos.

Os três foram identificados entre os torcedores do Valencia que xingaram Vinicius Jr. de “macaco” durante um jogo do time contra o Real Madrid, equipe do brasileiro, em maio do ano passado durante um jogo na Espanha.

A sentença declarou o grupo culpado pelo delito contra a integridade moral — a Espanha não tem uma tipificação específica para casos de racismo.

Um deles foi identificado pelo próprio Vinicius Jr. ao final do jogo. A polícia encontrou outros dois através de câmeras instaladas no estádio. Na ocasião, eles foram presos preventivamente, mas depois liberados enquanto aguardavam o julgamento.

“A LaLiga conseguiu a primeira sentença condenatória na Espanha por insultos racistas no futebol”, disse, em comunicado, a LaLiga, a liga espanhola de futebol profissional espanhola que participou com parte na acusação no processo.

Os advogados dos condenados não haviam informado, até a última atualização desta reportagem, se recorrerão da sentença, mas os três torcedores já haviam divulgado uma carta pública de desculpas a Vini Jr.

O Real Madrid, clube no qual o brasileiro joga e que também participou como acusação, disse que “seguirá trabalhando para (…) erradicar qualquer comportamento racista no mundo do futebol e do esporte”.

O racismo

“O racismo no futebol é uma chaga que precisa ser combatida com firmeza e união. A condenação dos torcedores do Valencia é um passo importante nessa jornada pela igualdade no esporte. Além disso, o lançamento do SET VINI JR. é uma poderosa expressão de solidariedade e resistência, mostrando que o apoio à causa antirracista vai além das quatro linhas do campo. Unidos, podemos e devemos lutar por um futebol e uma sociedade mais inclusivos e justos.”

FONTE: Matéria extraída ge Veja

Autor do Post: Gudyê Mythery